A Zon Multimédia já esteve a disparar mais de 10% em bolsa, depois de uma nota de research da Goldman Sachs ter reacendido a especulação sobre uma eventual fusão com a Sonaecom.

A esta hora, a dona da TV Cabo escala 8,3% para 2,935 euros, para um novo máximo em 20 meses. A empresa ajuda assim o índice PSI20 a valorizar 1,77% para 5.372,50 pontos.

Numa nota emitida esta quarta-feira, a Goldman Sachs reconheceu «credibilidade» à probabilidade de fusão com a dona da Optimus e incorporou as eventuais sinergias da operação nas suas estimativas. Esta casa de investimento prevê sinergias de entre 303 milhões de euros a 531 milhões em caso de fusão.

Reviu ainda em alta o preço-alvo da ação da Zon dos anteriores 2,83 euros para 3,2 euros, mantendo a recomendação de «neutral».

«Esta subida da Zon deve-se ao regresso da especulação quanto a uma fusão com a Sonaecom», garantiu o trader da Go Bulling, Luís Gonçalves, citado pela Reuters.

A fusão, a acontecer, daria origem à segunda maior empresa de comunicações em Portugal, atrás da Portugal Telecom (PT).
Carla Pinto Silva