Seis em cada 10 franceses acreditam que a Alemanha «procura atualmente tornar-se a potência dominante na Europa». É o que indica uma sondagem divulgada esta quarta-feira pela televisão alemã ARD.

À questão «tem a impressão que a Alemanha procura atualmente tornar-se a potência dominante na Europa», 26% dos inquiridos respondeu «totalmente» e 35% «um pouco», o que totaliza 61% de respostas afirmativas.

Apenas 31% disse acreditar que a Alemanha não tem a ambição de dominar, nota a Lusa.

Em relação à motivação dos alemães para salvar o euro, os franceses estão divididos: 41% consideraram que a Alemanha utiliza a crise do euro para reforçar a economia à conta dos outros países da União Europeia. Uma percentagem quase igual, 42% disse acreditar que a Alemanha apoia os países em crise da Zona Euro para salvar a UE.

Merkel aos olhos dos franceses

Apesar do ceticismo de muitos franceses sobre as motivações dos alemães na gestão da crise do euro, a chanceler Angela Merkel é popular em França.

Sessenta por cento dos franceses mostrou ter uma opinião positiva de Merkel (7% «muito boa» e 53% «boa»), enquanto o presidente francês, Nicolas Sarkozy, contou apenas com 36% de opiniões favoráveis.

O inquérito foi realizado entre 21 e 22 de fevereiro pelos institutos de sondagem Infratest Dimap (alemão) e TNS Sofres (francês), junto de uma amostra representativa de 1.000 franceses com mais de 18 anos.
Redação / VC