O salário mínimo poderá aumentar 40 euros no próximo ano.

De acordo com fonte oficial do Ministério das Finanças disse ao Jornal de Notícias, prevê-se "um aumento de cerca de 6% da própria remuneração mínima mensal garantida em cada ano", atingindo "os 750 euros/mês até 2023".

Este aumento elevararia o salário mínimo nacional para os 704,9 euros em 2022 e, para atingir a meta dos 750 euros em 2023, o esforço teria depois de ser 6,4%.

Em causa estará um universo superior a 800.000 pessoas e o acréscimo deverá ser igual para a função pública.

Mais tarde, o Governo emitiu um comunicado a referir que assumir agora qualquer valor "é prematuro", porque "o Programa de Estabilidade não define o valor do aumento do Salário Mínimo Nacional (SMN) em qualquer dos anos abrangidos". 

O aumento do salário mínimo ainda será "objeto de discussão em sede de Concertação Social e com as estruturas sindicais representativas dos trabalhadores da Administração Pública".

Nos últimos 12 anos, o salário mínimo nacional teve atualizações nominais todos os anos, à exceção do período entre 2012 e meados de 2014 (congelado nos 485 euros).

Redação / - notícia atualizada às 14:27