A agência de notação financeira Moody’s considerou esta terça-feira que a vitória do Partido Socialista  nas eleições legislativas de domingo torna improvável uma mudança material na direção da política fiscal portuguesa.

O resultado significa que uma mudança material na direção da política fiscal portuguesa é improvável. O PS fez campanha numa plataforma de disciplina fiscal e prometeu que o país terá excedentes fiscais como forma de proteger Portugal de uma desaceleração no ciclo económico”, apontou, em comunicado, a Moody’s.

A agência de notação financeira considerou ainda que a nova aritmética parlamentar vai permitir ao Governo “resistir a pressões para aumentar os gastos nos próximos anos, incluindo por parte dos partidos que venham a apoiá-lo em quaisquer outras medidas”.