O governo argentino anunciou a expropriação de uma empresa de distribuição de gás para além da nacionalização da petrolífera YPF.

A empresa, cujo nome ainda não foi revelado, também é detida pela espanhola Repsol e dedica-se à distribuição de gás de botija no país.

Tal como a petrolífera YPF esta empresa será declarada de utilidade pública e ficará sujeita à expropriação através do projecto-lei que será votado no senado na próxima quarta-feira.

Os Estados Unidos e União Europeia já criticaram a decisão do governo argentino de nacionalizar a YPF e Espanha pondera a abertura de uma queixa formal contra Buenos Aires na Organização Mundial de Comércio. O governo de madrid reúne amanhã para decidir como retaliar diplomática e economicamente contra a decisão da presidente Cristina Fernández Kirchner.
Redação