O histórico presidente executivo do Bank Millennium, unidade do BCP na Polónia, será substituído em julho de 2013, anunciou esta terça-feira o banco português, uma notícia que levou a uma queda das ações do Millennium na bolsa polaca.

Boguslaw Kott, que é o mais antigo presidente executivo de uma instituição financeira na Polónia, faz este ano 65 anos, e passará a integrar o Conselho Geral e de Supervisão do banco polaco a 1 de julho de 2013, onde irá organizar a criação de uma comissão estratégica.

O BCP enviou ao regulador do mercado polaco um comunicado, a que a Lusa teve acesso, em que dá conta da lista de candidatos ao Conselho Geral e de Supervisão do banco a ser eleita em assembleia-geral do Millennium Bank no próximo dia 20 em Varsóvia, informando que, «por forma a retirar o máximo proveito do conhecimento e experiência únicos de Bogusław Kott», pretende propor o nome do atual presidente executivo do Millennium para o seu Conselho Geral e de Supervisão, com efeitos a partir de 1 de julho de 2013.

Até lá, o responsável «continuará a ser presidente da comissão executiva do banco durante o período necessário para preparar e implementar novas soluções relativas à estratégia, gestão e desenvolvimento do Bank Millennium S.A.», esclarece o comunicado.

Recorde-se que o BCP abandonou o ano passado planos para uma eventual alienação da participação de 65 por cento que detém no Millennium Bank.

Bogusław Kott, que defendeu o Millenium de uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) hostil do Deutsche Bank há mais de uma década, deverá ainda trabalhar em «estreita colaboração» com o Conselho Geral e de Supervisão - para onde será também eleito o novo presidente executivo do BCP, Nuno Amado - na «procura e seleção de um candidato para o suceder» na presidência da comissão executiva.

As ações do BCP estavam, a meio da sessão, a cair 1,7% na bolsa polaca.
Redação / CPS