A Carris estima uma redução entre cinco e seis por cento do número de passageiros que deverá transportar este ano, disse esta quarta-feira o presidente da empresa rodoviária.

«Admitimos que este ano possa haver uma redução de passageiros entre cinco e seis por cento, que tem que ver fundamentalmente com a situação de crise económica que o país vive», afirmou o presidente da Carris, José Manuel Silva Rodrigues, à margem da apresentação dos resultados de 2011 da empresa.

Esta quebra «resulta de uma situação económica de ausência de crescimento e de aumento do desemprego que se vai verificar em 2012. Esperamos que depois haja uma recuperação lenta, gradual», acrescentou.

Em 2011, a Carris transportou, nos seus 704 autocarros e 57 elétricos, 233 milhões de passageiros.
Redação / JF