O Citigroup vai despedir 11.000 trabalhadores a nível mundial, o que representa cerca de 4% dos seus funcionários. A medida prevê, segundo o anúncio do grupo financeiro, poupar 1.100 milhões de dólares (841,7 milhões de euros).

Com a redução de pessoal, o banco espera cortar as despesas antes de impostos em 841,7 milhões de euros no quarto trimestre do exercício fiscal.

Esta é a primeira grande reestruturação do Citigroup desde que diretor-geral, Michael Corbat, foi nomeado em outubro, depois da saída de Vikram Pandit, que ocupava anteriormente o cargo, refere a Lusa.

«As áreas e os produtos estão identificados, prevendo atingirmos poupanças significativas», disse Corbat.
Redação