Espanha prepara-se para pedir a Bruxelas entre 40.000 e 42.500 milhões de euros para salvar a sua banca, avança o jornal «El Pais», que cita números confirmados por fontes do executivo madrileno.

Em cima da mesa estão 37 mil milhões de euros para as quatro entidades nacionalizadas (Bankia, Novagalicia, CatalunyaCaixa e Banco de Valencia). Mas não só: são precisos mais 2.500 milhões para capitalizar o «bad bank», denominado Sareb, e mais 2 mil/3 mil milhões de euros para as entidades que, apesar de não estarem nacionalizadas, podem necessitar de dinheiro público.

Já Bruxelas considera que o país vizinho pode necessitar no final de 3 mil milhões a mais para instituições como BMN y Liberbank, Caja 3 e Ceiss.