O Espírito Santo Financial Group (ESFG) fechou o primeiro trimestre do ano com lucros de 21 milhões de euros, menos 30% do que no mesmo período de 2009, revela esta segunda-feira a instituição financeira sedeada no Luxemburgo.

O ESFG, que controla o português Banco Espírito Santo, justifica este resultado com o «ambiente económico e financeiro difícil que pesou em parte das actividades do grupo» durante o primeiro trimestre, como se lê no comunicado enviado à CMVM.

A margem financeira ficou-se pelos 253,7 milhões de euros, menos 22,7% face ao homólogo.

Já as comissões aumentaram 14%, para um total de 193,5 milhões de euros, e o resultado de operações no mercado de capitais atingiu os 93,8 milhões de euros, quase quatro vezes mais do que no ano passado.

Os custos com pessoal aumentaram 3,7%, para os 295,2 milhões de euros, justificados pela expansão internacional das suas subsidiárias.

Isto depois do ESFG ter fechado 2009 com um resultado líquido de 157,5 milhões de euros, mais 104,4% do que no ano anterior.
Redação / RL