Os CTT garantem os serviços mínimos na greve geral de quarta-feira, na distribuição de telegramas, vales postais da Segurança Social e correio e encomendas com medicamentos ou produtos perecíveis.

Os serviços mínimos foram determinados, na quinta-feira, em sede de tribunal arbitral, no Conselho Económico e Social (CES), escreve a Lusa.

Segundo o texto do acórdão, disponível no portal do CES, os serviços mínimos nos CTT incluem a distribuição de vales postais da Segurança Social e «correspondência que titule prestações por encargos familiares, ou substitutivas de rendimentos de trabalho, emitida por entidade bancária contratada pela Segurança Social».
Redação / CPS