«Salários cortados» é o título do «Jornal de Negócios».

Função Pública e empresas do Estado sofrem reduções salariais em 2011. Salários acima de 1.500 euros têm corte de 3,5% a 10% e pensões são congeladas.

Outros títulos:

«IVA sobe para 23%, deduções ao IRS são limitadas e há novo imposto para a banca»

«PT salva objectivo do défice público deste ano com fundo de pensões»

«Progressões nas carreiras do Estado ficam congeladas»

«Descontos para a Caixa Geral de Aposentações sobem 11%»

«Há um incentivo para os bancos esconderem riscos»: Paulo Pinho, professor da Universidade Nova em entrevista»
Redação