Manuel Cruz adquiriu a posição de 66 por cento que Jaime Antunes detinha no «jornal i», garantindo que vai manter os 70 postos de trabalho do diário, confirmaram esta segunda-feira as duas partes envolvidas no negócio.

«O negócio está feito», disse Manuel Cruz citado pela Lusa, sem querer adiantar os números envolvidos na operação, mas assegurando que o objectivo é «manter os postos de trabalho».

O empresário disse que tem «um sócio britânico», mas escusou-se a identificá-lo, ainda que tenha adiantado que o grupo de media quer «fazer o i progredir».

Além de querer «fazer um jornal maior e melhor», Manuel Cruz revelou que esta é a primeira aquisição na área dos media em Portugal, mas que outras se poderão seguir.

Questionado se os alvos se concentram na área da imprensa escrita, o responsável respondeu que poderão ser feitas compras «em várias áreas», sem especificar quais.

«Confirma-se que vendi a minha posição no i», confirmou também Jaime Antunes, que não revelou o preço em causa, alegando o «sigilo do negócio».

Jaime Antunes sublinhou que durante os seis meses em que esteve à frente do jornal foi desenvolvido «um trabalho interessante», realçando que «após a reestruturação, com este negócio é possível assegurar a manutenção dos 70 postos de trabalho».

O semanário «Expresso» avançava na semana passada, que esta transacção implica um investimento de 500 mil euros.

Manuel Cruz é o fundador e proprietário da gráfica Sogapal, onde são impressos o «jornal i», o «Diário Económico» e o «Sol», entre outros títulos.
Redação / CPS