O resultado líquido do El Corte Inglés em Portugal cresceu 9,9 por cento no ano passado, face a 2009, para 17,4 milhões de euros, informou este domingo a empresa.

Já o volume de negócios da empresa portuguesa que faz parte do grupo retalhista espanhol e que opera no mercado português desde há nove anos ascendeu a 408 milhões de euros em 2010, sete milhões acima do registo do ano anterior.

«Estes resultados são considerados pelo grupo como muito positivos, tendo em conta o período de desaceleração económica a que se referem e refletem, sobretudo, o esforço de melhoria da eficácia operacional da empresa», assinalou o Grupo El Corte Inglés, cujo ano fiscal termina a 28 de Fevereiro de 2008.

«O El Corte Inglés continua empenhado em investir em Portugal e tem previstos novos projectos para os próximos anos, designadamente a construção de uma nova unidade de grandes armazéns, na área de Cascais, e a inauguração de novos supermercados Supercor», avançou a empresa citada pela Lusa.

Em termos mundiais, o grupo obteve em 2010 um resultado líquido consolidado de 319,4 milhões, menos 13,5 por cento que em 2009. O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) situa-se nos 1.017,6 milhões, 4,6 por cento abaixo do exercício precedente.
Redação / RL