O Grupo Santander lucrou menos 1,6% nos primeiros seis meses do ano, face a igual período do ano passado. Os benefícios do primeiro banco de Espanha caíram assim para 4.445 milhões de euros, informou a instituição financeira num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.



Ainda assim, o banco alcançou os 2.230 milhões de euros entre Abril e Junho, o valor mais elevados dos últimos quatro trimestres.

Por outro lado, o banco Santander destinou 4.919 milhões de euros a provisões para insolvência no período em análise, o que representa mais 6% do que o valor contabilizado em 2009.

O incumprimento no crédito fixou-se em 3,37%, no final de Junho, um valor superior em três centésimas, em relação ao trimestre anterior.



Um número que revela o aumento mais baixo desde o início da crise, em 2007, contra os 2,82% registados um ano antes, para uma carteira de crédito de 727.882 milhões de euros.

As contas do primeiro semestre do Santander Totta em Portugal vão ser conhecidas esta quinta-feira.
Redação / VC