O grupo Martifer obteve, no primeiro trimestre, um resultado líquido consolidado de 1,8 milhões de euros, anuncia esta quinta-feira a empresa. Este resultado representa uma subida face aos 400 mil euros atingidos no mesmo período de 2009.

Em comunicado enviado à CMVM, a empresa refere que «para uma melhor avaliação dos resultados foram feitos ajustamentos por eventos não recorrentes».

Assim, «no 1º trimestre de 2010 os ajustamentos foram de 12,8 milhões relativos a perdas por imparidade e 13,1 milhões de euros referentes à mais-valia com a venda da participação da Prio».

A Martifer registou um EBITDA (resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) de 12,2 milhões de euros, menos 7% face a 2009.

O total dos proveitos operacionais foi de 102,5 milhões de euros, uma quebra de 29,6% em relação período homólogo, «essencialmente devido à diminuição nos segmentos dos Equipamentos para Energia (-74,1 por cento) e de Construção Metálica (-13,8 por cento)».

Já o segmento Solar registou um aumento de proveitos de 75,4%, para 25,1 milhões de euros.
Redação / RL