A Lamborghini lançou, por ocasião do seu 50º aniversário, o Veneno, um superdesportivo que conjuga um carro de competição com um modelo de estrada.

O modelo, descrito pela marca como «extremamente exclusivo», foi apresentado no Salão Automóvel de Genebra. Apenas três unidades do Lamborghini Veneno serão produzidas e vendidas.

«O seu design é prioritariamente focado na aerodinâmica e numa estabilidade otimizada em curvas, dado que o Veneno trata-se de uma experiência dinâmica real de um protótipo de competição mas podendo, no entanto, ser homologado para a estrada», refere a marca em comunicado.

Com um motor de doze cilindros, uma cilindrada de 6.5 litros e uma potência máxima de 750 Cv (552 kW), o Veneno vai dos 0 aos 100 km/h em apenas 2,8 segundos e a velocidade máxima é da ordem dos 355 km/h.

Se conduzir este carro não é para qualquer um, comprá-lo muito menos: o preço é de 3 milhões de euros (mais impostos). E as três unidades já foram vendidas.

Mantendo a tradição da marca, o nome Veneno é oriundo de uma lendária raça de touros, dos mais fortes e agressivos de sempre. O Veneno também é famoso por ser um dos mais rápidos touros na história da tauromaquia. O seu nome tornou-se popular em 1914, quando feriu fatalmente o famoso toureiro José Sánchez Rodríguez durante a tourada realizada na arena de Sanlúcar de Barrameda, na Andaluzia, em Espanha.