O provedor de clientes da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) recebeu mais 40 por cento de reclamações este ano, face a 2009, devido essencialmente ao caso Marsans e ao cancelamento de cruzeiros, disse Vera Jardim, escreve a Lusa.

«O total de reclamações recebidas até 25 de Novembro foi de 1.341, o que significa um aumento de 40 por cento face ao período homólogo», disse este Domingo o provedor da APAVT, Vera Jardim, aos jornalistas à margem do XXXVI Congresso Nacional da APAVT, que decorre no Centro de Congressos do Funchal, na Madeira.

Vera Jardim explicou que destas 525 reclamações a mais, 363 foram referentes à situação Marsans, o que significa 69 por cento do total do crescimento.
Redação / LF