O Estado arrecadou 43.184 milhões de euros em impostos em 2020, uma diminuição de 6,2% face a 2019 que surge associada à pandemia de covid-19, segundo a Síntese de Execução Orçamental, divulgada esta quarta-feira.

O efeito da pandemia covid-19 marca sobremaneira os dados referentes à receita fiscal líquida acumulada do subsetor Estado, dado que em 2020 se registou uma quebra de 2.838 milhões de euros (-6,2%) face a 2019”, refere a Direção-Geral do Orçamento (DGO).

Aquela queda resulta da uma diminuição homóloga de 724 milhões de euros (-3,6%) na receita dos impostos diretos (IRS e IRC) e de 2.114 milhões de euros (-8,1%) na receita gerada pelos impostos indiretos, de acordo com a informação hoje divulgada pela DGO.

Em termos acumulados, entre janeiro e dezembro de 2020 a receita fiscal líquida do Estado ascendeu a 43.184,4 milhões de euros, valor que compara com os 46.022,5 milhões de euros arrecadados em 2019.

/ NM