A Comissão Europeia rejeitou hoje o plano orçamental de Itália para 2019 e deu ao Governo italiano três semanas para apresentar um novo Orçamento do Estado.

A Itália é o primeiro país a ver o projeto orçamental “chumbado” pela Comissão Europeia desde a implementação do “semestre europeu” de coordenação de políticas económicas e orçamentais, instituído em 2010.

O chumbo foi anunciado oficialmente depois de o Governo italiano se ter recusado a alterar os planos orçamentais, tal como Bruxelas tinha pedido.

O Governo italiano admitia que a sua proposta de Orçamento não cumpria as regras europeias, mas argumentava que tal é necessário para fazer face à lentidão que se regista na recuperação do PIB e às condições difíceis em que vivem os elementos mais pobres da população.