Na primeira intervenção na Assembleia da República, o ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Matos Fernandes garantiu que o ministério que tutela vai lançar fortes investimentos na rede de transportes públicos. 

Em Lisboa, o metro vai adquirir 14 unidades triplas, que correspondem a sete novas composições, e ai contar com um novo sistema de segurança. Segundo João Matos Fernandes, estas medidas vão "diminuir o tempo de espera entre as composições". O investimento é de 137 milhões de euros. 

Foi ainda anunciado, durante o debate do Orçamento do Estado, o lançamento de um concurso público, no valor de 57 milhões de euros para a compra de 10 novos navios para a Transtejo e Soflusa. 

O metro do Porto vai adquirir 18 novas composições, no valor de 57 milhões de euros, num concurso público que vai ser lançado em novembro. A cidade conta já com os primeiros autocarros de alta performance ambiental, dos 500 que o governo encomendou, anunciou o ministro do Ambiente e Transição Energética. 

João Matos Fernandes garantiu ainda que o Governo já tem o estudo de impacto ambiental sobre a expansão o metro. O concurso público para esta empreitada, avaliada em 500 milhões de euros, deve "avançar entre o final deste ano e o início do próximo". O ministro garantiu que está já encomendado um estudo semelhante para o metro do Porto.