O PS anunciou esta sexta-feira que vai inscrever na proposta de Orçamento do Estado para 2017, na especialidade, uma autorização de endividamento de 2,7 mil milhões de euros para aumento de capital da Caixa Geral de Depósitos (CGD).

Esta proposta foi anunciada pelo líder da bancada socialista, Carlos César, durante a conferência de imprensa de apresentação das 70 propostas de alteração ao Orçamento do próximo ano.

O vice-presidente da bancada socialista João Galamba disse que o valor de 2,7 mil milhões de euros de autorização de endividamento "corresponde ao valor máximo" possível, estando o montante exato ainda dependente da concretização da auditoria à CGD.

O valor que o Estado vai injetar depende da concretização da auditoria. Portanto, estamos apenas perante o valor máximo, que corresponde aos termos do acordo e da autorização de recapitalização feita pela Comissão Europeia", justificou o porta-voz do PS.

Redação