A maioria dos destinos em todo o mundo (53%) já começaram a aliviar as restrições das viagens introduzidas em resposta à pandemia da covid-19, anunciou esta quinta-feira a Organização Mundial de Turismo (OMT).

Na sétima edição do relatório da OMT "Covid-19 Related Travel Restrictions: A Global Review for Tourism", a organização confirma a tendência contínua e constante para uma retomada gradual do turismo, embora sublinhe que "muitos permaneçam cautelosos".

O estudo, realizado pela agência especializada das Nações Unidas para o turismo, analisa as restrições até 01 de setembro e concluiu que um total de 115 destinos (53% dos destinos mundiais) flexibilizou as restrições de viagens, 28 destinos mais do que em 19 de julho.

Destes 115 destinos, dois levantaram todas as restrições, enquanto os outros 113 continuam a aplicar certas medidas restritivas, adianta o relatório.

O secretário-geral da UNWTO, Zurab Pololikashvili, afirmou que "uma liderança coordenada e uma maior cooperação entre governos tornou possível que o turismo fosse lenta, mas firmemente revitalizado em muitas partes do mundo".

Facilitar as restrições de viagem significa também abrir a porta para recuperar os benefícios sociais e económicos do turismo", sublinhou Pololikashvili.

"Embora tenhamos de permanecer vigilantes e cautelosos, estamos preocupados com os destinos que ainda restringem completamente as viagens, especialmente onde o turismo é vital e o desenvolvimento económico e social está ameaçado", acrescentou.

/ AG