A economia angolana enfrentou uma recessão média de 4,7%, nos primeiros três trimestres do ano passado, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística de Angola disponibilizados na página da Internet deste instituto.

De acordo com o Boletim do Produto Interno Bruto Trimestral, no primeiro trimestre do ano passado, a economia de Angola registou uma queda do PIN de -1,9%, comparando com o mesmo período de 2015.

Depois, nova contração de 7,8% no segundo trimestre e, finalmente, um recuo de 4,3% na riqueza produzida no país no terceiro trimestre. Daí a média de 4,7% durante esses nove meses.

Instituto Nacional de Estatística de Angola

Qual a explicação? 

O desempenho da economia de Angola vem evidenciando os efeitos de vários factores inerentes, nomeadamente, a conjuntura internacional adversa, com destaque para queda significativa do preço do petróleo bruto refletindo-se nas taxas de variação do PIB",

O documento não apresenta mais explicações sobre estes números.

As exportações de petróleo ficaram aquém em 2016, tanto em receitas, como em número de barris de crude vendidos ao exterior. A petrolífera estatal Sonangol falhou estimativas do Governo, sendo que a galinha dos ovos de ouro de Angola rendeu menos 1.280 milhões do que as autoridades queriam.