O Presidente da República escusou-se a comentar a previsão de crescimento de 3% arriscada ontem pelo ministro das Finanças, mas parece estar em sintonia com Mário Centeno.

No Luxemburgo, aos jornalistas, Marcelo Rebelo de Sousa referiu "os factos falam por si".

"É perfeitamente lógico que quando um trimestre está em 2,8%, no andamento da economia, que pode ir mais longe, ou no trimestre a seguir ou ao longo do ano", começou por dizer.

Há uma mudança de ritmo tal que permitem ir para valores que são aqueles que eu considero desejáveis. ando a dizer há muito tempo que temos de crescer para valores acima de 3%. Isso parece possível".

O próprio Presidente, na semana passada, em Zagreb, afirmou que não estava afastada a hipótese de Portugal conseguir este ano um crescimento económico à volta de 3,2% e um défice de 1,4%.

Hoje, considerou que as suas previsões são "perfeitamente lógicas".