Pires de Lima referiu que “a política é feita de escolhas e, depois das discussões que tinha que haver no Governo, o senhor primeiro-ministro e o senhor vice-primeiro-ministro definiram as prioridades”.

“Não acha que é importante que as pessoas que vivem do seu trabalho possam conhecer os resultados desta melhoria orçamental que o país tem vivido? Não acha realmente prioritário que possamos descer o IRS que atinge todos aqueles que vivem do seu trabalho? Essas foram as prioridades definidas pelo Governo”, acrescentou.