A Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) retoma na segunda-feira a oferta a 100% nos dias úteis, uma decisão que se deve ao “aumento gradual de passageiros verificado ao longo de março”, anunciou esta quarta-feira a empresa.

Em comunicado, a STCP anuncia que “a partir da próxima segunda-feira”, altura para a qual está previsto o regresso à atividade letiva presencial de vários anos letivos no âmbito do desconfinamento implementado pelo Governo, vai adotar o chamado ‘Horário Normal’ em “todas as suas linhas de autocarro, regressando à oferta em vigor antes das alterações motivadas pela pandemia da covid-19.

Este restabelecimento da oferta máxima aos dias de semana surge como resposta ao aumento gradual de passageiros verificado ao longo do mês de março e que se prevê que venha a ser intensificado com a introdução das medidas a implementar nas próximas fases do plano de desconfinamento”, lê-se no texto da empresa de transportes que opera em seis concelhos da Área Metropolitana do Porto (AMP).

Quanto aos fins de semana mantém-se o anunciado a 25 de fevereiro, ou seja a rede continuará a operar com o denominado ‘Horário de Contingência’.

A 25 de fevereiro, também em comunicado, a STCP anunciou um ajuste da operação de fim de semana, diminuindo a oferta na maioria das 58 linhas diurnas e antecipando o horário noturno.

A operadora apontava que o ‘Horário de Contingência’ permaneceria ativo enquanto se mantiverem as restrições do segundo período de confinamento geral, nomeadamente a proibição de circulação entre concelhos e o encerramento de estabelecimentos de retalho alimentar, às 17:00, ao fim de semana.

Esta quarta-feira, a STCP acrescenta que as linhas de elétrico 01 (Infante/Passeio Alegre), 18 (Circular Massarelos/Carmo) e 22 (circular Carmo/Batalha) retomam a circulação regular também na segunda-feira, enquanto aos sábados, domingos e feriados, os elétricos suspendem a operação às 13 horas, dadas as medidas de restrições de circulação que se mantêm em vigor.

Num texto em que a empresa aproveita para garantir que “continua a realizar ações de higienização e desinfeção das viaturas diariamente, de modo a reduzir potenciais riscos de contaminação” pelo ovo coronavírus, a STCP recorda também que permanecem em vigor medidas preventivas, nomeadamente no que diz respeito à lotação dos veículos.

Em causa está o cumprimento da lotação de dois terços da capacidade total autorizada em cada veículo, uso de máscara obrigatório durante toda a viagem de autocarro ou elétrico e manter a distância de um metro nas paragens.

A operadora também pede que os utilizadores procedam à desinfeção das mãos antes e depois das viagens e que nos elétricos históricos o pagamento dos títulos de transporte seja realizado através do multibanco, preferencialmente, na modalidade ‘sem contacto’, sendo que as assinaturas Andante são válidas para viajar nos elétricos, com exceção dos títulos municipais ‘não Porto’.

/ DA