O sector do calçado registou uma adesão de 2,3 por cento à greve geral, disse à Lusa fonte oficial da Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, de Componentes e Artigos de Pele (APICCAPS) esta quarta-feira.

Segundo os dados apurados «no universo das empresas do sector até meio do dia, os números apontam para 2,3 por cento», os quais não deverão sofrer alterações significativas, acrescentou a mesma fonte.

O sector do calçado conta com 1.350 empresas, as quais são responsáveis por 34.500 empregos.

Recorde-se que a CGTP e a UGT realizam esta quarta-feira uma greve geral conjunta contra as medidas de austeridade, anunciadas pelo Governo em Setembro, que têm como objectivo consolidar as contas públicas, entre as quais os cortes de salários nos trabalhadores do Estado, o congelamento das pensões em 2011 e o aumento em dois pontos percentuais do IVA.
Redação / LF