A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, afirmou esta sexta-feira esperar que "possa haver caminho" na negociação do Orçamento do Estado para 2021 na especialidade em relação a propostas bloquistas.

Como se sabe ainda temos muitas diferenças e o que nós fizemos para facilitar aproximações foi não apresentar medidas novas, que não aquelas que já estavam na negociação”, afirmou Catarina Martins, à margem de uma manifestação de seguranças privados que trabalham em outsourcing para garantir serviços públicos.

Foi “com esse objetivo”, disse a coordenadora do BE, que “apresentámos apenas 12 propostas, que correspondem a 12 medidas essenciais, como defender o emprego, travar a vaga de despedimentos, como proteger quem perdeu tudo com a crise, reforçar o Serviço Nacional de Saúde e garantir transparência no uso dos dinheiros públicos”.

São matérias que me parecem claras, essenciais, sensatas. O que esperamos é que possa haver caminho nas votações na especialidade”, acrescentou.

/ DA