A Ryanair anunciou esta terça-feira que vai transportar mais 175 mil pessoas desde o Reino Unido para Portugal, numa campanha que tem como origem a colocação do nosso país na lista verde do governo britânico, e que começa a 17 de maio.

Ao todo, são mais 75 voos, que vão ter origem nos mais variados aeroportos do Reino Unido, sendo que a grande maioria terá Faro como destino, naquilo que se prevê que seja o regresso das férias dos britânicos ao Algarve.

Só para o aeroporto de Faro estão previstos mais 36 voos. A maioria (17) terá origem no aeroporto de Stansted, em Londres, mas há também passageiros a chegar de Manchester, Birmingham, Leeds, Bournemouth, Bristol, East Midlands ou Liverpool.

Portugal é apenas um dos 12 países e territórios que figuram na lista verde do governo do Reino Unido, anunciada na semana passada, e que é o nível com menos restrições às viagens.

Num país altamente dependente do turismo, e olhando de forma singular para o caso do Algarve, este reforço da procura não deixa de ser uma ótima notícia, acompanhada de uma esperança para um verão melhor. Para aquela região as ligações com o Reino Unido vão duplicar, em relação ao que estava inicialmente previsto.

Gibraltar. A ideia é que os viajantes com destino a estes países ficam livres de cumprir quarentena no regresso. No entanto é ainda exigido um teste PCR negativo antes do regresso ao Reino Unido e outro dois dias depois de ter regressado.

António Guimarães