O tempo de férias está a chegar e a poupança nem sempre é fácil. Se não fez “aquele pé-de-meia” poderá ser difícil chegar à viagem de sonho este ano. Mas se se empenhar, verdadeiramente, talvez ainda consiga algum dinheiro para uns dias simpáticos cá dentro.

A TVI24 esteve a pensar como poderá fazê-lo, se quiser mesmo, e deixamos aqui algumas dicas que, quem sabe, o podem ajudar.

1 - Refaça os gastos diários

Já olhou atentamente para os seus gastos diários? Se calhar há aquele lanche a meio da manhã de trabalho que pode vir de casa. Ou o pequeno-almoço que pode tomar em casa, se se levantar 10 minutos antes. Sim, mesmo com os miúdos. Até porque é um hábito simpático, também para eles, tomarem a primeira refeição do dia, todos juntos, e em casa. Só uma pessoa já estará a poupar, mais ou menos, 5 euros por dia. Se incluir os fins-de-semana nestes pequenos-almoços caseiros, faça as contas ao que poupa.

2 - Desfaça-se/ "venda" o que não quer

Tem ideia quanto podem pagar as casas de velharias, ou até de antiguidades consoante o que tem lá em casa e não usa, por aquela mala, terrina, coleção de copos [sem qualquer valor sentimental para si] e tantas outras coisas que vão ficando perdidas? Ou dê uma vista de olhos pelos sites de vendas em segunda mão. Arranje algum tempo e rapidamente descobrirá que há gente a ganhar ao 50, 100 euros e até mais com coisas que tem desprezado num canto da sua arrecadação.

E já agora, se não usa mesmo e não quer vender, pense nas instituições de voluntariado. Desde que bem organizadas podem distribuir o que não quer por quem precisa e ainda vai de férias com a sensação de ter ajudado alguém.

3 – Reveja contratos

Está a pagar o valor mais baixo pela eletricidade, comunicações, seguros do carro e outros? Se calhar é tempo de voltar a revisitar esses contratos e perceber se há outros, até com outro operador, onde pode gastar menos. O fim do prazo contratual é o momento ideal para não perder dinheiro.

4 – Faça exercício ao ar livre/ deixe o ginásio se paga e não vai

Se é muito adepto de ginásios não terá alternativa mas se anda a pagar para não ir, deixe de vez! Há muitos equipamentos que pode comprar, até em segunda mão e que, se tiver força de vontade, são ótimos para a prática do exercício físico porque há muitos sites na internet, gratuitos, que também lhe proporcionam uma hora de treino. Acresce que com o clima português, uma caminhada ao ar livre ou uma corrida – desde que não lhe faça mal – são ótimas práticas de exercício que só custam o esforço de sair de casa.

5 – Reserve parte do reembolso do IRS

Se teve ou vai ter direito a reembolso de IRS talvez consiga tirar algum dinheiro de parte para as férias. Ou então comece já a preparar o reembolso do ano que vem. Além das faturas com o número de contribuinte, pode compensar pagar a um contabilista na altura de tratar do tema. Se não tiver que pagar muito se calhar vai depois compensar naquilo que ele consegue fazer para que receba mais. Basta informar-se dos preços e verá que pode compensar.

6 – Presentes à medida

Faça uma lista das pessoas a quem quer oferecer presentes ao longo do ano. Divida o valor total pelas semanas do ano e assegure-se que poupa esse montante e não gasta além dele. Se tem filhos pode desenvolver neles esse instinto que lhes será útil para a vida. O pote das moedas de dois euros, ou de um euro, para a tal primeira viagem a Londres ou Nova Iorque, dois dos destinos almejados pelos teenagers são um excelente desafio. A brincar …. quando fizerem as contas está lá o montante, pelo menos, para uma das viagens.

7 – Ofereça o que faz

Se é prendado aproveite e venda aquilo que faz no Facebook, ou não gaste e ofereça esse mimo aos amigos nos aniversários. A intenção é que conta, é dinheiro em caixa e "grão a grão"….

8 – Faça pequenas tarefas

Se está na moda porque não tirar partido do turismo e das pequenas tarefas. Alugue um quarto lá de casa no Airbnb. Se deixar de lado o preconceito vai ver que ainda conhece gente bem interessante e descobre um novo local para passar as férias. Os mais radicais até já alugam sofás. E depois há aquelas tarefas que toda a gente precisa e que, em determinadas situação, dão MESMO jeito serem feitas por outros. Se gosta de cães porque não passear alguns? Se tem jeito para crianças porque não fazer babysit? Há sempre tanta gente à procura de alguém de confiança para estas tarefas.

9 – Arranje um part-time

Para os mais jovens, e que não estejam muito cansados - do estudo ou do trabalho do ano inteiro -  vale a pena tirar partido da época e arranjar um part-time que lhe dará, com certeza, um valor extra para qualquer atividade de lazer que queiram fazer depois.

10 – Jante em casa

Jante em casa para poder jantar fora nas férias. Os preços nos restaurantes são por vezes elevados e, ao contrário, os supermercados competem entre si para lhe proporcionar o melhor cabaz de compras, à sua medida, também no preço. Para que goste da experiência e volte. Além disso, comer em casa pode ser um desafio que venha a aguçar os seus dotes culinários se não os tem. Se os tiver será sempre um desafio e um prazer, enquanto poupa.