O preço da gasolina e do gasóleo vai descer segunda-feira. Ao que apurou a TVI24, são menos 1,5 cêntimos em cada litro de ambos. 

Esta descida é consequência, em parte, da quedo do valor do petróleo nos mercados internacionais. O Brent, que serve de referência às nossas importações caia esta manhã para os 62,68 dólares por barril.

Segundo a Reuters, o Brent, está a caminho da maior perda semanal em sete semanas, para ficar um pouco acima do nível que tinha antes dos ataques de 14 de setembro às instalações sauditas que inicialmente reduziram para metade a produção. Fontes citadas pela Reuters disseram que a Arábia Saudita já restaurou a capacidade para 11,3 milhões de barris por dia.

Por seu lado, a Agência Internacional de Energia (AIE) disse hoje que pode reduzir suas estimativas de crescimento da procura global de petróleo para 2019 e 2020, caso a economia global enfraqueça ainda mais.

Na China, a segunda maior economia do mundo e a maior importadora de petróleo, as empresas industriais registaram uma contração dos lucros em agosto, o que pode conduzir a menos procura de ouro negro.

Já nos EUA, os 2,4 milhões de barris em stock, acima da semana passada, também pesaram nos preços. Acrescem as notícias relacionadas com a investigação ao presidente, Donald Trump, que também ajudaram a diminuir o sentimento de procura, disseram analistas.

Contas feitas, mais oferta e menos procura tendem, obviamente, para a descida de preços da matéria-prima, com consequências no produto final.

No início desta semana o Preço Médio de Venda ao Público (PVP) da gasolina simples 95, no Continente, era de 1,502 euros, o valor mais baixo desde meados de agosto.

O gasóleo simples, tinha no dia 23 de setembro um PVP de 1,383 euros por litro, valor mais alto desde maio.