A agência de notação financeira Moody’s estima que o défice de Portugal atinja os 9,2% do PIB este ano e recupere apenas até aos 4,8 em 2021, segundo um relatório hoje divulgado.

A Moody's prevê que o défice geral do Governo chegará aos 9,2% do PIB em 2020 antes de reduzir para os 4,8% em 2021, com a atividade económica a retomar e os efeitos das medidas orçamentais mais pontuais a se afastarem”, aponta a agência de notação.

 

Apesar da atividade económica estar a recuperar algum impulso no segundo semestre do ano, a Moody's espera que o PIB [Produto Interno Bruto] real de Portugal contraia 9,5% em 2020, entre os mais severos da zona do euro”, refere.

A estimativa da Moody’s surge depois de a agência ter decidido no dia 17 de julho não se pronunciar sobre Portugal, mantendo o ‘rating’ em Baa3, acima do ‘lixo’ com perspetiva “positiva”.

/ Publicada por ALM