Este ano, os trabalhadores vão receber, em média, reembolsos de IRS 30% superiores aos que foram devolvidos no ano passado. Uma subida que resulta do desfasamento entre a taxa efetiva de IRS e os montantes descontados todos os meses.

De acordo com as simulações da Pricewaterhousecoopers feitas para o Jornal de Negócios, os contribuintes com e sem filhos que recebam mil euros por mês, vão ver os seus reembolsos subir 41% face ao ano passado.

Essa diferença significa, no caso de casados com dois filhos, receber quase 200 euros.

Mas é também nos salários mais altos que se sente a diferença: dois casados com um salário de 2.500 euros cada e que tenham dois filhos vão receber mais de 220 euros de reembolso. O que se traduz, neste caso, numa subida menos, de 12%.