O Orçamento do Estado para 2022 prevê um aumento extraordinário de 10 euros brutos por mês até 658,2 euros a partir de agosto de 2022. Todas as pensões até 878 euros serão atualizadas, refere a proposta de Orçamento do Estado para o proximo ano. 

Este é o sexto aumento consecutivo das pensões mais baixas negociado com os partidos à esquerda do PS. Entre 2017 e 2022, o aumento total será então de 60 euros mensais, através deste cálculo extraordínário das pensões com valor inferior a 1,5 vezes o valor do Indexante dos Apoios Sociais.

Esta medida vai abranger mais de 1,9 milhões de pensionistas, tanto do regime geral da Segurança Social como da Caixa Geral de Aposentações, e vai ajudar também a garantir a aprovação do Orçamento por parte do PCP e do Bloco de Esquerda.

No entanto, os comunistas desejavam que o aumento abrangesse todas as reformas, enquanto o Bloco de Esquerda continua a defender que a prioridade deveria ser o fim do fator de sustentabilidade para as carreiras mais longas.

Catarina Pereira