As remessas dos emigrantes caíram 12,2% em janeiro deste ano, para 269,4 milhões de euros, enquanto os estrangeiros a trabalhar em Portugal enviaram 42,4 milhões, o que representa uma subida de 10,8%, segundo dados do Banco de Portugal.

De acordo com os dados, consultados esta quarta-feira pela Lusa, as remessas dos emigrantes portugueses passaram de 306,7 milhões de euros, em janeiro de 2020, para 269,4 milhões de euros, o que representa uma descida de 12,2%.

Pelo contrário, os estrangeiros a trabalhar em Portugal enviaram em janeiro para os seus países 43,4 milhões de euros, o que mostra uma subida de 10,8% face aos 39,1 milhões de euros enviados no período homólogo do ano passado.

O valor das remessas em janeiro é o mais baixo desde janeiro de 2017, ano em que as remessas do primeiro mês do ano foram de 263,9 milhões de euros, acima dos 230,8 milhões enviados em janeiro de 2016.

/ MJC