O total de beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) aumentou em quase três mil prestações no último mês, para as 214.239 pessoas e famílias apoiadas, de acordo com as estatísticas oficiais da Segurança Social.

Os 214.239 beneficiários de fevereiro representam um crescimento em comparação com janeiro, quando foram pagas 211.398 prestações de RSI.

Em termos homólogos, há mais de 14 mil novas prestações a ser pagas em fevereiro de 2021 face ao mesmo mês de 2020, passando de 199.807 prestações para as mais de 214.239 este mês.

Segundo a síntese estatística que acompanha os dados, a prestação média de RSI paga em fevereiro foi de 119,39 euros por beneficiário e de 262,33 euros por família.

O RSI é uma prestação social destinada a pessoas em situação de extrema pobreza e vulnerabilidade.

Os dados oficiais mostram também um crescimento no último mês dos beneficiários do abono de família, mas ainda cerca de 50 mil beneficiários abaixo dos registados em fevereiro de 2020, numa prestação social em queda desde setembro de 2020.

O abono de família foi pago a 1.039.984 beneficiários, mais de um milhar acima dos 1.038.779 registados em janeiro e abaixo dos 1.091.972 em fevereiro de 2020.

Quanto ao Complemente Solidário para Idosos (CSI) baixou em fevereiro a fasquia dos 160 mil beneficiários, para as 159.319 prestações pagas, que comparam com as quase 165 mil prestações que estavam a pagamento em fevereiro de 2020.

Já a Prestação Social para a Inclusão (PSI), paga a pessoas com incapacidade igual ou superior a 60% e que tem associada um complemento para mitigar a situação de pobreza dessas pessoas, está praticamente estabilizada pouco acima dos 112 mil beneficiários.

Os 112.119 beneficiários de fevereiro ficam poucas dezenas abaixo dos 112.189 no mês anterior. Em fevereiro de 2020 o total de beneficiários era de cerca de 108 mil.

/ AG