Um acordo entre a Web Summit e a SIBS vai permitir que os pagamentos realizados em todo o evento, que decorre entre os dias 04 e 07 de novembro em Lisboa, sejam feitos por via eletrónica, foi divulgado esta terça-feira.

De acordo com um comunicado oficial, "a SIBS irá fornecer soluções de pagamento seguras para todos os comerciantes presentes no evento, com sistemas que aceitam todo o género de meios de pagamentos digitais, incluindo pagamentos com cartão e aplicações móveis".

O acordo é válido por três anos, tendo a presidente executiva da SIBS, Madalena Cascais Tomé, lembrado que a empresa de serviços de pagamentos "tem sido parceira da Web Summit desde a sua primeira edição em Portugal".

Num evento tão focado em tecnologia e inovação, faz todo o sentido que os pagamentos 'cashless' [sem recurso a dinheiro físico] sejam uma realidade", reforçou a responsável.

Já Paddy Cosgrave, presidente executivo da Web Summit, citado no comunicado, referiu que "tanto as equipas da Web Summit como as da SIBS estão muito satisfeitas em trabalhar juntas neste projeto nos próximos três anos".

O ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, também se pronunciou sobre o acordo, mencionando que a parceria "permite, uma vez mais, posicionar Portugal como um país inovador e que reforça continuamente a aposta na digitalização da economia".

O governante assinalou ainda a "grande notoriedade" que o evento dará "à tecnologia 'cashless' portuguesa", e afirmou esperar que "essa visibilidade possa apoiar uma maior penetração dos pagamentos digitais" na economia de Portugal.