A cadeia de supermercados espanhola Mercadona anunciou esta segunda-feira que vai partilhar 409 milhões de euros, referentes a prémios de 2020, com os mais de 90.000 colaboradores que formam a equipa. 

Em comunicado, a empresa sublinha que, ao valor de 366 milhões distribuídos através de um prémio por objetivos, somam-se os 43 milhões que, em abril de 2020, foram igualmente recebidos pelos colaboradores “em reconhecimento do compromisso e esforço extraordinário demonstrado durante o início da crise sanitária que o país atravessa”.

Num ano como 2020, tão complexo de gerir, a empresa conseguiu atingir o melhor ano da sua história. Garantir todos os dias a abertura dos mais de 1.600 supermercados em Portugal e Espanha, não tinha sido possível sem o talento e esforço diário de todos os colaboradores que formam a empresa, nem sem o seu compromisso para preparar a loja e atender”, afirma Patricia Cortizas, Diretora-Geral de Recursos Humanos e Relações Externas.

A Mercadona sublinha que o valor entregue aos colaboradores esta segunda-feira segue uma política que está implementada na empresa desde 2001. Desde então, a Mercadona “partilhou mais de 4.200 milhões de euros, valor que reflete o seu compromisso com o crescimento partilhado e o reconhecimento pelo trabalho e esforço conjunto da sua equipa”, destaca em comunicado.

A cadeia de supermercados explica ainda que qualquer trabalhador com cinco anos de casa tem o direito de receber um salário extra, que ascende a dois salários, caso cumpra as metas e objetivos definidos no início de cada ano.

Com estes extras, a empresa sublinha que  o salário líquido de um colaborador base chega a alcançar aproximadamente 1.200 euros líquidos por mês.