O presidente da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) escreveu hoje ao líder do PSD, Pedro Passos Coelho, apelando para que “com sentido de responsabilidade” aprove a diminuição da Taxa Social Única (TSU).

Esta semana, patrões, UGT e Governo assinaram um compromisso para um Acordo de Médio Prazo, que prevê o aumento do salário mínimo nacional para 557 euros e a descida transitória da TSU em 1,25 pontos percentuais.

A descida da TSU foi igualmente recomendada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) no relatório sobre Reformas no Mercado Laboral em Portugal 2011-2015, apresentado em Lisboa na quinta-feira.

Quem não concorda com esta descida são os partidos que apoiam o Governo, Bloco de Esquerda e PCP, e também o PSD já prometeu votar contra. É que apesar de Marcelo Rebelo de Sousa ter promulgado o decreto-lei da descida da TSU, o diploma acabou mesmo no Parlamento para apreciação, a pedido do Bloco e PCP. O BE já anunciou que vai utilizar o seu agendamento potestativo do próximo dia 25 de janeiro para debater o diploma.

Redação / ALM com Lusa