O presidente da Bolívia, Luis Arce, promulgou a Lei 1357, que cria um imposto para as 152 pessoas mais ricas do país. 

Para a redistribuição de riqueza na Bolívia, promulgamos a Lei 1357 de Imposto às Grandes Fortunas, que se aplicará aos que possuírem um património superior a 30 milhões de pesos bolivianos" (mais de 3,5 milhões de euros), afirmou Arce no Twitter.

 

O imposto incidirá apenas sobre 152 pessoas. O benefício chegará a milhares de famílias bolivianas."

De acordo com a agência France-Presse, a lei estabelece percentagens graduais para o pagamento do valor em causa: 1,4% para quem tem de 30 milhões a 40 milhões de pesos bolivianos, 1,9% para 40 milhões a 50 milhões, e 2,4% para fortunas maiores.

Arce, de 57 anos, tomou posse em novembro, depois de vencer as eleições presidenciais realizadas em outubro na Bolívia.

Lara Ferin