É início do fim do telefone fixo, pelo menos como o conhecemos. Em França, a maior operadora de comunicações do país decidiu deixar de comercializar este serviço e vai substituir todas as linhas analógicas por digitais.

A mudança começou na semana passada, com a operadora Orange a retirar do seu portfólio o telefone fixo que foi lançado, em Paris, há 140 anos. 

A intenção da operadora é substituir progressivamente as mais de nove milhões de linhas analógicas por digitais nos próximos cinco anos.

"A rede de cobre permanece, o serviço de telefone fixa permanece e as condições de preços permanecem as mesmas", garantiu Nicolas Roy, diretor técnico de redes e serviços da Orange.

Segundo a imprensa francesa, o que a operadora está a fazer é juntar a antiga tecnologia PSTN (Dial-Up Telephone Network) com o a nova VoIP.

"Durante vinte anos, as duas tecnologias sobrepuseram-se. Agora, a história toma conta", resumiu o CEO da Federação Francesa de Telecomunicações, Michel Combot.

Apesar da mudança das linhas, a Orange só vai começar a cortar o sinal analógico a partir de 2023.