O Presidente da República, Cavaco Silva, disse esta terça-feira ter informação «de que tudo será feito para não penalizar novamente os pensionistas e reformados», considerando que «há limites de dignidade que não podem ser ultrapassados».

No final da entrega dos Prémios BIAL 2012, no Porto, Cavaco Silva foi questionado sobre a taxa sobre as pensões, tendo respondido que a informação que lhe foi dada «é de que tudo será feito para não penalizar novamente os pensionistas e reformados».

«Este grupo tem sido duramente atingido nos últimos tempos no nosso país e é um grupo que já não tem hipótese de encontrar um novo rumo de vida. E há limites de dignidade que não podem ser ultrapassados», disse, citado pela Lusa.

Na opinião do Presidente da República, é preciso «respeitar aqueles que trabalharam ao longo de toda a sua vida, cumpriram as leis do país, fizeram todos os seus descontos e têm a expectativa de uma vida digna».

«E por isso eu espero que seja cumprido aquilo que me foi dito de que tudo, tudo será feito para que o grupo dos reformados e pensionistas não voltem a ser mais penalizados», sublinhou.

Para Cavaco Silva, «o limite está na dignidade das pessoas».
Redação / CPS