O Fundo Monetário Internacional (FMI) desbloqueou esta segunda-feira 950 milhões de euros para a Irlanda. Este é o montante que cabe ao Fundo na nova tranche do programa de ajustamento do país.

Desde 2010, ano em que o país pediu assistência financeira internacional, o FMI já forneceu 20.830 milhões de euros, de um total de 23.550 milhões que lhe cabiam no resgate de 85 mil milhões.

Em comunicado, o subdiretor gerente do FMI, David Lipton, refere que «depois de dois anos e meio de programa de resgate, as autoridades irlandesas mantêm uma firme implementação das políticas», o que se manifestou «numa melhor perceção pelo mercado».

No entanto, «a recuperação económica ainda não está bem consolidada e persistem os riscos sobre a sustentabilidade da dívida», avisa.

A Irlanda está bem encaminhada para cumprir a sua meta de reduzir o défice para 3% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2015, mas a dívida pública deverá atingir os 123% este ano e a taxa de desemprego os 13,7%.
Redação