cedido às exigências dos credores

aceitar mais austeridade86 mil milhões de euros


“Para a Grécia, este é o único acordo - com uma arma apontada à cabeça que eles tiveram de aceitar. Para o resto da zona euro, é a única solução viável”, disse Christian Lips, economista do NordLB.




voltou a falhar um pagamento ao FMI






"50 mil milhões é muito otimista", adverte Nick Stamenkovic, economista do RIA Capital Markets. Outro perguntou mesmo: "O que vão fazer, vender Creta?"






uma esmagadora maioria defende que Atenas precisa mesmo do alívio da dívida

“O problema fundamental da Grécia não fica resolvido com uma dívida insustentavelmente alta”, disse Jonathan Loyes.

“Penso que rapidamente vai tornar-se evidente que a Grécia precisa sair da zona euro para melhorar a sua competitividade”.




parlamento grego