O plano para o futuro da Empresa Pública Municipal de Estacionamento de Lisboa (EMEL) passa por aumentar os tarifários de estacionamento no centro de Lisboa e baixá-los na periferia, avança esta quarta-feira o «Jornal de Notícias».

A EMEL tenciona também criar sistemas de pagamento alternativos, diz o jornal.

«Lisboa é a única cidade que tem um tarifário igual em qualquer zona», ao mesmo tempo que «é a cidade europeia que tem as tarifas mais caras na periferia», refere o matutino, citando um estudo da TRENMO, empresa consultora de transportes e território, e que serviu como ponto de partida para a nova estratégia da EMEL.
Redação / RL