Rafael Garcia decidiu sair do lar onde habitava há vários meses depois de ter conhecimento que vários colegas de residência tinham falecido vítimas de Covid-19.

O espanhol de 89 anos descobriu através de um empregado que lhe servia o jantar, no quarto onde estava em isolamento, que várias pessoas tinham morrido e que vários funcionários estavam de baixa. Perante este cenário, Rafael Garcia ligou à filha e pediu-lhe que o viesse buscar.

«Tive de sair depois de averiguar de forma indireta e sobre segredo de um empregado que a minha saúde, até a minha vida, estava em perigo», contou ao El País. 

O idoso saiu do lar a 20 de março e rumou a casa da filha onde se encontra em quarentena por medo de passar o vírus aos seus familiares (leia mais no site da TVI24).

O número de mortos em Espanha devido à pandemia de covid-19 ultrapassou esta quarta-feira o da China, com um total de 3.434 vítimas mortais, segundo as autoridades de saúde do país.