Três alegados membros da ETA foram hoje detidos no Sul de França, quando transportavam 165 quilos de explosivos numa carrinha, revelaram em Madrid fontes da luta anti-terrorista espanhola.

A operação, desenvolvida conjuntamente pela polícia francesa e pela Guarda Civil espanhola, decorreu na zona de Saint Jean de Pied-de-Port, no País Basco francês, tendo as detenções sido efectuadas cerca das 18:30 locais, menos uma hora em Lisboa.

Até ao momento, desconhece-se a identidade dos detidos, tendo a polícia informado que na carinha foram encontrados 140 quilos de clorato de potássio e 16 de enxofre e nove de outra substância, além de um rolo de cordão detonante, uma G-3, dois detonadores e garrafas de gás.

Os três membros da ETA estavam armados com pistolas que foram confiscadas pela polícia francesa.

Um dos detidos, segundo a polícia, será um alegado membro do aparato militar da ETA, com "certa relevância" nessa estrutura.

A polícia suspeita que a carrinha tinha como destino Espanha e que os três etarras iam entregar o veiculo a outros membros da ETA que integravam um comando disposto a entrar em Espanha.

Segundo fontes policiais a operação foi montada hoje de manhã, tendo a carrinha, com matriculas francesas falsas, sido acompanhada durante algum tempo.

É a segunda vez numa semana que é encontrada uma carrinha com explosivos da ETA, depois de ter sido localizada, na semana passada, uma outra com matrículas portuguesas, próximo de Ayamonte.