São todos polícias, mas não são todos iguais. Mário Machado, líder do movimento nacionalista português Hammerskins, revela, em entrevista ao I, que «há dezenas de agentes da PSP que são nossos camaradas». Já a Polícia Judiciária não lhe merece crédito, que acusa de «politicamente orientada, tendenciosa e protectora de traficantes».

As críticas não se ficam por aqui. Acusa a PJ de criar «fantasias dignas de um filme de Hollywood» na parte em que a investigação fala em terrorismo. De Hollywood até Loures onde Mário Machado está a ser julgado, fica por saber se Edward NortonEdward Norton, aceitaria fazer o papel do skin mais famoso de Portugal. Quanto ao guião, ou melhor, processo, Machado garante que os portugueses não estão assustados, porque «sabem distinguir a ficção da realidade».

Mário Machado não confirma que tenha agredido o violador de Telheiras na prisão, mas, adianta que «se o tivesse feito não me envergonharia». E atalha dizendo que «pedófilos e violadores são a escória da sociedade e respirarem todos os dias o mesmo ar que nós já é uma bênção que Deus lhes dá».
Redação / CF