No entanto, as tecnológicas foram suportadas pelas perspectivas favoráveis da Intel, a maior fabricantes de microchips do Mundo. A tecnológica afirmou que a procura de computadores pessoais e de servidores estavam a impulsionar as vendas.

A economia surpreendeu todos ao registar a criação de 112 mil empregos em Novembro, quando as expectativas apontavam para mais 180 mil postos de trabalho. Por outro lado, o mercado está indiferente ao facto da taxa de desemprego ter diminuído para os 5,4% no mês passado face aos 5,5% de Outubro.
Sandra Pedro